Milão: Muito mais do que a capital da moda e do design.

IMG_2180

Informações úteis  

Documentos: Cartão de cidadão ou passaporte
Moeda: euro (€)
Fuso horário: GMT + 1 hora
Idiomas oficiais: Italiano

Em que altura ir?

Milão apresenta um clima bastante semelhante a Portugal Continental: Verões quentes e húmidos e invernos frios.

Fui a Milão no início de Setembro e estava imenso calor, mas era um calor suportável e, portanto, não me prejudicou em nada a viagem.

Se possuíres a hipótese de escolher as datas da viagem recomendaria, sem dúvida alguma, os meses de primavera e outono para evitar o clima excessivamente frio e quente. No entanto e, como disse anteriormente, o mês de Setembro foi uma escolha bastante assertiva.

Provavelmente, os piores meses serão Agosto e Dezembro devido às temperaturas bastante agrestes.

Quantos dias ficar?

Apesar da cidade parecer ser muito pequena, Milão possui várias atividades e pontos turísticos de interesse como galerias, monumentos, lojas, praças, teatros, bairros, entre outros.

O tempo mínimo ideal para visitar Milão é cerca de 3 dias inteiros, pois só assim conseguem visitar os principais pontos de interesse e entrar em contacto com a cultura e costume deste país. Por outro lado, é preciso fazer uma gestão muito boa do tempo e um roteiro “perfecionista”, de modo a conhecer a cidade da melhor forma possível.

No meu caso, fui 4 dias completos e senti que visitei tudo o que tinha planeado e ainda deu tempo para descontrair num dos bairros mais famosos de Milão, o bairro de Navigli.

Uma boa estratégia de roteiro poderá ser fragmentar a tua viagem da seguinte forma:

  • X dia(s) para realizar passeios culturais e históricos;
  • X dia(s) para ir às compras e visitar lojas em Milão;
  • X dia(s) para perderem-se pelas ruas, praças e bairros de Milão;

Para além desta estratégia, sugiro ainda que vejas o roteiro mais detalhado e os sítios imperdíveis em Milão.

Alojamento

A cidade apresenta uma grande variedade de sítios para te hospedares, sendo que predomina a “teoria” de quanto mais próximo do centro, mais caro é o alojamento.

Com uma pesquisa simples e bastante rápida no booking ou no airbnb, consegues perceber que os preços não são muito elevados e que, neste aspeto, consegues logo poupar um bom dinheiro.

No meu caso, fiquei no “Ostelzzz Milano”. Um hostel bastante moderno, com excelentes condições e com um espaço de co-working. Após a chegada ao alojamento, ofereceram-me uma “welcome drink” à minha escolha. Obviamente que adorei a ideia, pois é raro fazerem isto num hostel! E admitamos, quem é que não gosta de beber de graça? Ahahahah

Relativamente a preços, paguei 20€ por noite com pequeno-almoço incluído. A meu ver, foi uma excelente escolha em relação a preço-qualidade. Os funcionários foram impecáveis, as condições eram ótimas e localiza-se bem pertinho do centro. Estava a 2 min a pé de uma estação de metro e em 6 minutos de metro (+/- 3 paragens) conseguia ir até à Praça do Duomo, o centro.

Voo

Consegues encontrar voos bastante baratos de Lisboa e do Porto para Milão uma vez que, a Ryanair faz regularmente promoções para este destino. O meu voo foi 25€ ida e volta!!! É de aproveitar, não!?

Obviamente que nas épocas altas os preços devem ser mais caros, mas nada que não se resolva. Uma boa pesquisa e monotorização por vezes fazem milagres!!! Está sempre atentos e o mais importante, pesquisa em separadores anónimos!!!

Lê também o artigo completo acerca das 8 regras essenciais para encontrar voos baratos.

O aeroporto localiza-se a 50km do centro pelo que ao chegar a Milão recomendo fortemente comprares um bilhete de autocarro (ida e volta é mais barato) até ao centro. Paguei 15€ (ida e volta) e comprei o bilhete online na empresa TERRAVISION. Podes também comprar presencialmente, mas não recomendo, pois, os autocarros esgotam muito rapidamente. Lembro-me que quando cheguei ao aeroporto tinha pessoas que estavam há mais de 2 horas à espera para terem um lugar.

Transporte em Milão

O centro da cidade é pequeno, no entanto, Milão é constituído por vários bairros que sem qualquer auxílio de transporte será impossível visitá-los. Dado isto, o metro irá ser o teu melhor amigo. Rápido e prático são as palavras que melhor o definem. A cada virar da esquina vão encontrar uma estação de metro pelo que (também) nunca vais precisar de andar muito.

Encontras várias opções de bilhetes e, por isso, os preços também irão variar consoante o bilhete que achares mais adequado.

Lembro-me que por um bilhete de 48 horas paguei cerca de 8€. Não achei caro, de todo, pois podia viajar as vezes que quisesse e para onde quisesse dentro das possibilidades que tinha. A boa noticia é que, para além de incluir o metro, este bilhete abrange ainda viagens de autocarro e elétrico, ou seja, durante 48 horas podem viajar de forma ilimitada nos transportes abrangidos.

Sítios imperdíveis

  • Praça Duomo;
  • Catedral de Milão e respetivos Terraços;
  • Palácio Real;
  • Galeria Vittorio Emanuele II

– Nesta galeria vais encontrar várias lojas conhecidas mundialmente. O que ninguém sabe é que se entrares na loja PRADA e subires por umas escadas associada à loja, consegues visitar a galeria com vista de cima e ainda a exposição temporária que eles disponibilizam. Quando fui, a entrada era gratuita para estudantes e o tema da exposição era fotografia! Imperdível!!!

Resumindo:

Recapitulando, 25€ voo + 60€ alojamento + 31€ de transporte = 116€

O total da minha viagem para 4 dias em Milão com tudo incluído ficou a 250€ (+/-).

Em geral, adorei visitar Milão e achei os preços bastante acessíveis e parecidos com os de Portugal. Obviamente que estes valores só servem de guia, pois depende do rumo que queres dar à tua viagem e tenho a perfeita noção que ainda conseguia poupar mais.

Recomendo leres também o artigo onde falo da minha primeira viagem sozinho que foi precisamente a Milão!

Até breve e boas viagens!

OPORTUNIDADES

Subscreve a newsletter e recebe um E-book gratuito com com mais de 20 páginas cheias de conteúdo. Desde dicas, truques e segredos para encontrar voos baratos!

SESSÃO ZERO

30 minutos de consultoria gratuita

CONSULTORIA DE VIAGEM

DESCONTOS
LINKS ÚTEIS

Artigos relacionados

Subscreve a newsletter e recebe um E-book gratuito com 8 dicas de fotografia para viagens apenas com o telemóvel.