Visitar Split: A 2ª maior cidade da Croácia.

Visitar Split

Visitar Split é sinónimo de conhecer a cultura, história e arte da Croácia. No entanto, é também uma viagem em que conhecerás as melhores praias, tours pelo Mar Adriático e atividades radicais que vão fazer-te saltar da cadeira!

Split é a 2ª maior cidade da Croácia, logo depois da capital – Zagreb. Esta cidade é rodeada pelo Mar Adriático e reúne as condições perfeitas para uma viagem incrível!

Assim, neste artigo, reunimos as melhores informações para que a tua viagem a Split tenha 100% de sucesso.

Informações úteis 

Documentos: Cartão de cidadão ou passaporte
Moeda: Kuna (HRK)
Fuso horário: GMT + 1 hora
Idiomas oficiais: Croata

Em que altura visitar Split?

Split, para além de ser a 2ª maior cidade da Croácia, atrai imensos turistas no verão. Para complementar, são meses muito quentes. Apesar disso, diria que a melhor época para visitar e explorar esta cidade croata será entre maio a outubro.

Durante o verão, raramente chove e o clima é muito seco. A temperatura ronda os 25ºC, mas em Julho e Agosto vai muito além disso, chegando então a 40ºC.

Contrariamente, durante o inverno a temperatura não costuma baixar dos 0ºC.

Pessoalmente, visitei Split em Julho e as temperaturas rondavam os 35ºC – 37ºC. Para fazer praia, estava realmente ótimo. Por outro lado, senti que para visitar e explorar o centro da cidade era calor a mais, sendo que por vezes a moleza juntamente com o cansaço tentava ser mais forte que eu!

Ou seja, se aguentares bem as temperaturas elevadas então viaja durante os meses de Verão. Por outro lado, se não gostas de tanto calor diria que os melhores meses para visitar Split serão Maio, Setembro ou Outubro.

Outra dica extremamente útil é tentar evitar as maiores festividades que ocorrem em Split:

  • Terça-feira de Carnaval (fev/mar)
  • Exposição de Barcos (abr)
  • Feriado de Sudamje (mai): celebram o santo padroeiro da cidade.
  • Festival das Flores (mai): existem exibições temáticas de flores nos porões do Palácio de Diocleciano.
  • Split Summer (jul-ago): Várias atividades desde teatro ao ar livre, apresentações de dança e música.
  • Dias de Diocleciano (ago): vários festejos com a temática romana.
  • International Festival of New Film (set).

No Verão torna-se sempre mais difícil uma vez que há, constantemente, algum evento a decorrer. Assim, atrai imensos turistas e os preços dos voos, alojamentos, restaurantes podem ser bastante mais dispendiosos.

Quantos dias são necessários para visitar Split?

Para visitar Split certamente que não precisarás de muitos dias. O centro histórico é relativamente pequeno pelo que em meio dia consegues conhecer os principais pontos turísticos.

Por outro lado, existem tantas outras atividades que merecem dedicares algum tempo. Caso visites durante os meses de maior calor, não te vão faltar praias para conheces e explorares.

Outra particularidade bastante importante é o facto desta cidade ser um dos principais pontos de ligação com outras lindas ilhas da Croácia. Assim, Split  tem um dos principais portos da Croácia! Sem dúvida, o porto é acessível e fácil de embarcar em inúmeras aventuras que te proporcionarão momentos únicos, paisagens belas e selvagens. Geralmente, as ilhas de Hvar e Brac são as mais populares para os turistas visitarem. 

Em suma, se o teu objetivo for apenas conhecer o centro histórico e visitar algumas praias diria que precisas de 2 dias completos. Por outro lado, se ainda quiseres explorar algumas das ilhas do mar Adriático, precisarás de, pelo menos, mais 1 dia completo.

Melhores alojamentos em Split

Existem opções de alojamento para todos os preços e gostos.

A principal recomendação que dou é para escolherem a dedo a localização do vosso alojamento. Ou seja, que se situe perto do centro histórico. Assim, ficam a “meio” da cidade e não nas extremidades da mesma, o que irá facilitar muito a vossa viagem. Um alojamento perto do centro significa que está perto de todos os restaurantes, bares, paragens de transportes públicos e de toda a vida noturna que Split tem para oferecer.

Para quem tem um orçamento limitado deixo aqui algumas boas opções de hostels. Todos eles bastante acessíveis e perto do centro (5-10 min a pé):

Pelo contrário, diria que o único ponto negativo deste hostel é a falta de uma cozinha equipada. se quiserem poupar algum dinheiro nas refeições, este hostel apenas possui um microondas e frigorífico o que poderá dificultar as refeições. Ainda assim, foi um bom investimento tendo em conta o preço e comodidades dos restantes hostels.

Para duas noites, paguei cerca de 40€. Se preferirem pagar no alojamento no próprio dia eles têm essa opção, mas apenas aceitam a moeda local – kunas (HRK) e em dinheiro!

Voo

Sem dúvida que o voo vai ser uma das vossas principais preocupações. Isto é, atualmente nenhuma companhia aérea Low Cost voa diretamente de Lisboa, Porto ou Faro para Split. Nesse sentido, o preço dos voos pode ir desde 100€ a 200€ – ida e volta. Um pouco dispendioso, nós sabemos.

No entanto, arranjei um voo para Julho (ida e volta) por 40€. Uma oportunidade incrível!

Acima de tudo apenas precisas de fazer uma pesquisa detalhada e profunda. Podes ainda ler o artigo onde referimos “8 regras essenciais para encontrar voos baratos“.

Se necessitares de ajuda podes ainda consultar os nossos serviços de consultoria de viagem. Neste serviço, oferecemos várias sessões de consultoria totalmente personalizada, analisamos e pesquisamos as melhores opções de voos que vão de encontro às tuas expectativas, permitindo então que tenhas uma experiência completa, sem qualquer preocupação e ainda conseguirás poupar mais de 80% em voos.

visitar Split

Sítios Imperdíveis ao visitar Split

  • Palácio de Diocleciano;
  • Torre Sineira;
  • Catedral de São Domnio;
  • Miradouro do Monte Marjan
  • Templo de Júpiter
  • Portão de Ouro
  • Estátua de Grgur Ninski
  • Velha Torre do Relógio
  • Promenade Riva

Dicas extra para visitar Split da melhor forma

Como mencionado anteriormente, a moeda local não é o euro (€), mas sim a kuna (HRK). Assim, terão de realizar o câmbio do dinheiro. Vi e ouvi imensas histórias de viajantes que perderam MUITO dinheiro por causa das altas taxas de câmbio nas casas de troca de moedas.

Assim sendo, durante toda a minha viagem nunca precisei de ir a uma dessas casas. Utilizei sempre o meu cartão REVOLUT. Nunca perdi dinheiro desnecessariamente e nunca me foi cobrada qualquer taxa quando levantei dinheiro num multibanco ou atm.

O cartão REVOLUT é uma chave principal e meio caminho andado para que a vossa viagem seja tranquila e com o máximo de proveito. Além de várias funcionalidades que possui, este cartão permite efetuar operações de câmbio sem taxas ocultas. O processo é simples, rápido e bastante eficaz!

OPORTUNIDADES

Subscreve a newsletter e recebe um E-book gratuito com com mais de 20 páginas cheias de conteúdo. Desde dicas, truques e segredos para encontrar voos baratos!

SESSÃO ZERO

30 minutos de consultoria gratuita

CONSULTORIA DE VIAGEM

DESCONTOS
LINKS ÚTEIS

Artigos relacionados

Subscreve a newsletter e recebe um E-book gratuito com 8 dicas de fotografia para viagens apenas com o telemóvel.